Oi pessoal, tudo bem?!

Hoje a resenha que eu trouxe pra vocês é mais pesada e triste do que de costume, mas isso não significa que seja ruim, muito pelo contrário. Provavelmente vocês já ouviram muitas pessoas falarem sobre esta história, conheçam agora a minha opinião sobre ela haha

Ficha Técnica
Título Original: Het Achterhuis - Dagboekbrieven 12 juni 1942 - 1 augustus 1944
Autor(a): Anne Frank (Edição definitiva por Otto H. e Mirjam Pressler)
Editora: Record
Gênero: Autobiografia/diário
Idioma: Português
Tradução: Alves Calado
Ano: 2014
Páginas: 416

Sinopse: "Nova edição com capa dura de um dos livros mais importantes do século XX. O depoimento da pequena Anne Frank, morta pelos nazistas após passar anos escondida no sótão de uma casa em Amsterdã, ainda hoje emociona leitores no mundo inteiro. Seu diário narra os sentimentos, os medos e as pequenas alegrias de uma menina judia que, como sua família, lutou em vão para sobreviver ao Holocausto. Lançado em 1947, O diário de Anne Frank tornou-se um dos livros mais lidos do mundo. O relato tocante e impressionante das atrocidades e dos horrores cometidos contra os judeus faz deste livro um precioso documento e uma das obras mais importantes do século XX. Edição de luxo com capa dura. Com a menção de Anne Frank no filme A culpa é das estrelas, o livro despertou interesse no público jovem, ficando diversas semanas entre os 100 mais vendidos no país de acordo com a Nielsen. Mais de 420 mil exemplares vendidos no Brasil. O relato pessoal mais emocionante sobre o Holocausto continua surpreendendo e impressionando! The New York Times."



Uma garota de 13 anos é forçada a passar por coisas que nem mesmo um adulto deveria passar. Foi obrigada a ficar anos escondida na tentativa de sobreviver. No seu diário ela conta tudo que acontece em sua vida, seus sentimentos, sua esperança por dias melhores; alguns dias são simples como o de qualquer outra pessoa, outros são perturbadores, como um interminável filme de terror.


Coisas horríveis acontecem a todo momento do lado de fora do seu esconderijo e ela não pode fazer nada, apenas se esconder. Apesar de tudo, algumas coisas boas acontecem, mesmo que pequenas, ela faz um novo amigo e ele se torna seu refúgio. Tudo o que ela quer é que esse pesadelo acabe e ela possa viver novamente, sentir o ar fresco, o barulho das árvores, o cheiro de terra molhada...


Além de tudo que está acontecendo ela ainda precisa lidar com as mudanças da fase da adolescência, ela descreve sobre seus pensamentos mais profundos e eu me identifiquei com muitas coisas que ela sentia, pensamentos que eu tive quando estava mais nova, e isso fez eu me sentir como se fosse a personagem, o que torna tudo mais intenso.

A edição é maravilhosa! A capa se aproxima do diário original dela, a história é a definitiva editada pelo pai, tem capa dura acolchoada, muitas fotos da família e amigos dela, enfim, a melhor edição!

Vocês já leram? Me conte sua opinião nos comentários!
Beijinhos e até o próximo post! *-*

2 Comentários

  1. Esse livro é realmente incrível! Eu li ele para poder fazer um trabalho na escola e achei que seria bem chatinho, mas no final acabei amando. É realmente um livro triste, mas infelizmente era a realidade de algumas pessoas na época. O meu é a mesma edição que o seu, e acho ela uma das melhores!

    ミ Peach Things

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não estava com expectativas muito altas, me surpreendi bastante.
      Essa é a melhor edição, na minha opinião!

      Excluir

Deixe o seu comentário ;D